Pagina Inicial Pagina Inicial Pagina Inicial
História

A Origem de Ponto Chique


Às margens do Rio São Francisco desenvolveu-se um antigo lugar por nome de Paracatu de Seis Dedos. Seus habitantes viviam da agricultura feita às margens do rio São Francisco. O pequeno vilarejo sofria com as cheias anuais que devastavam as plantações.


Suas terras pertenciam a Igreja e dentre os moradores podemos destacar: Raimundo Campolino, João Santana, Miguel Carênce, José Rodrigues entre outros de grande influência na região.

 

Após sucessivas cheias o lugarejo foi desaparecendo, sendo que a última ocorreu em 1945, destruindo por completo o lugarejo. Sem abrigo os moradores reuniram-se para solucionarem o problema. Nesse movimento detacou-se Nestor Alves Clementino e Gonçalo Ramos.


Nestor sugeriu a troca das terras da Igreja por outras terras, desde que estas terras situassem fora das margens do rio São Francisco. Um grande fazendeiro por nome de Raimundo Campolino efetuou a troca com Nestor.

Nestor encontrou uma forte oposição comandada por Gonçalo e que mais tarde viria a provocar a fragmentação da sociedade. Gonçalo acreditava em um romance entre Nestor e sua mulher e por isso não aceitou que seus seguidores fossem para as novas terras.


Em 1946, Gonçalo comprou uma terra situada à margem esquerda do rio e levou parte da população formando o povoado de Cachoeira do Manteiga. Já os seguidores de Nestor foram para as novas terras que formariam um novo povoado por nome de Ponto Chique. Nome dado porque era um lugar muito bonito.


Originados do antigo lugarejo de Paracatu de Seis Dedos os habitantes do novo lugar deram-lhe o nome de Ponto Chique e a partir daí começou o povoamento da região.


Localizado no Alto Médio São Francisco, ao norte do Estado de Minas Gerais, pertencente à região administrativa AMAMS-Associação dos Municípios da Área Mineira da Adene, o município de Ponto Chique apresenta um relevo predominantemente plano, sem elevações que mereçam destaque.


Seu clima temperado e seu solo fértil são fatores importantes para uma alta produtividade agropecuária. Sua vegetação natural é formada por cerrados e campos, existindo uma grande proporção de terras cobertas por culturas diversas.


As propriedades rurais cultivam vários produtos e os mais importantes são: feijão, milho, arroz, mandioca e cana-de-açucar. Na pecuária assume importância o rebanho de gado de corte e leiteiro estimado em mais de 33.000 cabeças. O comércio bastante diversificado é representado por um total de 46 estabelecimentos comerciais, sendo que 31 deles instalam-se na Zona Urbana e os 15 restantes nos povoados da Zona Rural. A indústria extrativa explora o carvão vegetal e há também fábricas de aguardente e de beneficiamento de madeira.


O município de Ponto Chique era distrito de Ubaí, no dia 21 de dezembro de 1995 foi emancipado politicamente tornado independente.

Fonte: http://wwwpontochique.blogspot.com.br/p/historia.html 



No caso de dúvidas, entre já em contato clicando aqui










Desenvolvimento: qualitÉ! Tecnologia Prefeitura Municipal de Ponto Chique (MG) ® 2014. Todos os direitos reservados.   Administração  Webmail
PÁGINA INICIAL | A CIDADE | PREFEITURA | NOTÍCIAS | PESQUISA | FALE CONOSCO
Prefeitura Municipal : Praça Sant´Ana, 242. Centro, CEP: 39.328-000, Ponto Chique (MG) Horário de atendimento ao público: 7:00 as 11:00 h e das 13:00 as 17:00h.
contato@pontochique.mg.gov.br - (38)3624-9120 / 9108